ACM Neto diz que Rui já está em campanha e reitera que só discutirá eventual chapa em abril

Curtição no carnaval de Salvador 2018
26 de janeiro de 2018
Aberta a vendas pela primeira vez, camarote Expresso 2222 sai por até R$ 1.400 o dia
26 de janeiro de 2018
O prefeito ACM Neto (DEM), nome cotado para disputar o governo da Bahia em outubro contra o governador Rui Costa (PT), diz que o petista já está em campanha. Por sua vez, o democrata afirma que, caso decida ser candidato, só vi estabelecer conversas com políticos e partidos em abril. "Caso eu seja candidato, o objetivo é contruir a chapa mais competitiva possível para enfrentar as eleições e pensar o futuro da Bahia. Não adianta fazer conchavos políticos e partidários sem pensar na população. Esse vai ser o meu norte, a composição vai ser pensando na Bahia e nos baianos. Não existe nenhum nome acertado, não existe conversa estabelecida com qualquer partido, coisa que só vai acontecer a partir de abril, caso eu decida ser candidato", frisou o prefeito durante entrevista após a inauguração do Subúrbio 360 no bairro de Coutos na manhã desta sexta-feira (26). O gestor democrata também voltou a falar sobre a condenação do ex-presidente Lula, que pode ficar impedido de disputar a eleição presidencial em outubro. Para ele, a possibilidade de Lula ficar de fora do pleito não vai interferir nos planos da oposição na Bahia. "Eu sempre coloquei que nós, que estamos no lado oposto ao PT, temos que seguir nosso caminho independentemente da possibilidade de o ex-presidente ser ou não candidato", apontou. Na sua opinião, o impacto ocorrerá na candidatura do governador Rui Costa. "É impossível deixar de constatar que o governador, que já está em campanha, e meu caso é diferente, que sou prefeito da cidade até o dia em que eu decidir ser candidato ou não, tenho que estar focado na administração da cidade... mas o governador teve, todo mundo sabe, nas eleições todas na Bahia a sua grande força ancorada pelo ex-presidente Lula e pelo PT. Claro que a ausência do ex-presidente no processo eleitoral tem reflexos. Mas nós, que não estamos no campo do PT, não vamos ficar pensando nisso. Vamos seguir nosso trabalho, nosso planejamento, independentemnte de quem venha ser candidato", disse Neto.