Com Carnaval 2021 ainda incerto Ivete faz planos para folia

Novo encontro entre Deborah Colker e Carlinhos Brown
14 de outubro de 2020
Claudia Leitte se torna sócia de empresa
14 de outubro de 2020

Com Carnaval 2021 ainda incerto Ivete faz planos para folia

Consciente de que o Carnaval do ano que vem vai se apresentar em uma data diferente do habitual, a cantora Ivete Sangalo vem fazendo, de qualquer forma, planos para a próxima folia. Em entrevista à revista Quem, a cantora falou da energia acumulada para festa e dos visuais que ela vai se apresentar em cima do trio. 

Eu acho que a gente vai ter que respirar fundo, guardar essa energia que a gente tá, que tá virando uma bola… E aí, ‘mermã’, quando tiver esse Carnaval, pelo amor de Deus, eu venho pintada, sem figurino pra apertar meu corpo, eu vou ficar livre”, disse Ivete em tom de brincadeira. 

Com a proposta da folia de Momo ser realizada em julho de 2021, Ivete destaca que o evento baiano tem “sorte”, por se configurar como um “reino polimonárquico”, com a presença de “muitas rainhas e muitos reis”. Para ela, essa característica faz com que seja gerado “um cuidado ainda maior com a festa, com o reino” e com aqueles que “povoam” esse espaço. Os foliões são a prioridade, segundo a artista. 

Então, eu acho que é um consenso, embora estejamos tristes e o trabalho está sendo postergado, porque é uma crise sem dúvida nenhuma. Nós temos consciência do tamanho que é a responsabilidade de você abrir uma exceção para a festa que mais aglomera. Eu acho que seria incoerente com a ideia do coletivo artístico, os últimos pleitos que a gente tem feito para as pessoas ficarem em suas casas”, declarou. 

Ivete também disse discordar da postura de incentivar a saída precoce desses foliões para rua, com a ideia de que seria conveniente para o artista, por ele ser figura de destaque no Carnaval. A baiana chegou a classificar essa atitude como “antagônica”, diante da realidade atual. 

Eu acho que existem pessoas que têm capacidade de discernimento e também compreensão dos fatos que podem reger isso e nos acenar quando é possível que isso aconteça com a segurança de todos, inclusive de nós mesmos. Mas, acima de tudo, do público. Porque eu posso estar cercada de condições de segurança, de higiene sanitária, mas o público talvez não. Então isso não é justo”, completou. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *