Ivete fala sobre novo trabalho, gravação de DVD e incentivos ao primogênito: ‘Meu papel é apoiar’

Jorge e Mateus enfrentam batalha judicial milionária contra o ex-empresário
4 de fevereiro de 2020
Feijoada do Vumbora Day
11 de fevereiro de 2020

Ivete fala sobre novo trabalho, gravação de DVD e incentivos ao primogênito: ‘Meu papel é apoiar’

A cantora Ivete Sangalo falou neste sábado (1°) sobre o novo EP “O mundo vai“, sobre as escolhas musicais do primogênito, Marcelo Sangalo Cady, de 10 anos, e também revelou que vai gravar um DVD ainda este ano.

De roupão, a cantora brincou com os jornalistas e quando perguntada sobre a sobre a escolha do filho, Marcelo, em tocar percussão e bateria, além da participação dele no clipe da música O Mundo Vai, Ivete disse que o papel dela como mãe é de apoiar os filhos.

“Várias coisas na vida de Marcelo são assim, além da percussão, da bateria ele tem uma sensibilidade que eu também fico entusiasmada de vê-lo diversificando, buscando as coisas que ele gosta. Eu como mãe, eu acho que meu papel é apoiar, estimular para que ele faça as coisas que deixem ele feliz. Ele participa, ele adora. Tem minha sobrinha também, filha de Cíntia, Maria, que está no clipe, meus músicos, que eu tive o maior cuidado de colocar os meninos, os meus fãs, amigos”, disse.

Ivete também falou sobre a música do clipe que o filho participa. “A música nova é aquela pegada mainha mesmo, muito doida”, brincou.

“Na avenida eu adoro esse tipo de música que a gente faz, tipo o frevo, tem muita cara da gente, tem muita personalidade e no meu trabalho está uma força muito grande, a relação muito próxima com a história. Nesse trabalho novo tem a participação de Tomate, de Whindersson [Nunes] que eu acho ele é um cantor excepcional e a gente gravou uma coisa linda. Eu tô botando maior fé que ‘O mundo vai’ vai ser uma das músicas mais tocadas no carnaval para quebrar o concreto mesmo”, continuou.

No novo single “Não Me Olha Assim”, a cantora fez parceria com o cantor baiano Tom Kray [anteriormente conhecido como Tomate]. Sobre os clipes, gravados na Bahia, a cantora falou sobre escolha dos cenários e da relação com seu estado.

“A Bahia é tudo e tudo que é feito na Bahia é atemporal, vai ser sempre linda e vai estar sempre na moda. A determinação de ser aqui foi minha, mas a poesia de todo o clipe essa amarração é feita a partir de um olhar da direção que é respeitada por mim, graças a Deus”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *