Surya! Mais uma novidade na música baiana, mostrando que o axé tem sua força!

Em janeiro começam os ensaios de verão do Villa Baiana
21 de dezembro de 2018
Vendas online para os ensaios do Parangolé tem preços especiais
27 de dezembro de 2018

 

Conheça um pouco da história do cantor Surya
Com uma influência bastante forte dos pais que sempre apreciaram boa música, no final dos anos 90 Surya recebeu do seu pai Pedro um violão para aprender a tocar. Como não estava muito entusiasmado com as  aulas de violão, foi preciso que depois de um retorno de viagem, ao visualizar seu irmão já dominando o instrumento, também se interessasse em tocar, se dedicado disciplinadamente as aulas.
Formou-se a Banda Mania do Samba com amigos, tudo ainda na base da brincadeira, que acabou virando coisa séria depois, afinal cantava  tocava no grupo. Em 1994 a banda acabou e foi ai que Surya começou a expandir sua veia artística e ganhando boas experiencias como cantor de barzinho . A vida profissional se misturava com a vida pessoal, porque todos os quartos da sua casa, inclusive os banheiros tinham uma caixa de som, onde se ouvia música para tudo que era lado.
Daí veio outra banda em Aracaju , um CD gravado, voltou para sua terral natal Alagoinhas, onde começou o pagode a se fazer presente em sua carreira musical e logo surgiu o convite para outra banda chamada “Juventude Atrevida” onde ficou quatro anos. Ingressou na banda Balancê. Em uma fase desanimadora em sua vida, após sair da banda Balancê, colocou por conta própria, anúncios no Jornal A Tarde, onde finalmente conseguiu uma oportunidade com a Banda Xulipacthu, onde cantava lambada,  esse estilo musical difundido no país nos anos 90 pelo cantor Beto Barbosa e após sua saída da banda, continuou mantendo sua carreira cantando em barzinhos.
Teve uma passagem relâmpago pela Banda Tropico Banana, banda a qual tinha como referência a  Banda Chiclete com Banana. A banda não vingou, mas  deu tempo de gravar um CD e ter suas músicas executadas pelas rádios do interior da Bahia e capital. Daí por diante veio muitos percalços, até a formação da  banda  Kateretê, que fez muito sucesso. Hoje Surya continua a caminha com sua  carreira solo o decircula em vários lugares do país como Maranhão, Tocantis, Rio Grande do Norte, Ceará, Minas Gerais, Pará, Bahia e outros lugares, sempre com uma sonoridade denominada por ele como   “a levadinha da Bahia”. Surya, que é graduado em enfermagem, nunca chegou a exercer a profissão, não  deixou de acreditar em seus sonhos e lutar com dignidade para manter seu ofício sempre em dia que é cantar com amor e devoção plena, porque a  música vem acompanhada de esforço e com essa parceria se vence na vida.
Conheçam algumas de suas músicas:
Prove do meu love
Pai
Lê lê lê
Corneta de trio

Por: Adriana Silva