Parangolé lançou novo CD repleto de sucessos pra tocar no verão

Cinco horas de muito samba no Alerta Geral com o grupo Miudinho e Samba Mocidade
8 de novembro de 2018
Léo Santana atualiza repertório exclusivamente para show no ‘PAGODIN 2018’.
12 de novembro de 2018
O Novo CD do Parangolé mantém base sonora característica, mas sofistica nos arranjos das canções inéditas e suas regravações.
O talento do cantor Tony Salles somado ao swingue e o groove de seus músicos resultaram na escolha perfeita do repertório do novo CD da banda Parangolé. Intitulado “Playlist 2018”, este novo álbum foi lançado na quinta dia 9 de novembro em todas as plataformas digitais.
Com 15 canções autorais, entre elas “Open Bar”, “Rabeta no Chão”, “Parango que fala, né?!”, “Modo Pagodão”, “Joga a Raba”, entre outros, o disco promete ser um dos mais baixados do próximo verão e será executado nos grandes paredões espalhados, além de boates, bares e etc.
Gravado em Salvador, o álbum já faz parte da coletânea do ‘Parango’, um dos grupos de pagode mais respeitados e renomados do Brasil.
Atualmente a banda segue vivendo seu melhor momento, marcando presença nas melhores e maiores festas espalhadas pelo país e mundo a fora.
Após lançar um DVD (Porto Seguro) e
CD (Salvador Fest), ambos ao vivo, o retorno ao estúdio foi um projeto que vinha sendo amadurecido por Tony e sua equipe nas últimas semanas.
À frente desse novo trabalho, Tony tomou as rédeas de todo o processo produtivo, desde a escolha de repertório até a composição de arranjos.
Para tanto, ele compartilhou o processo criativo e as decisões com seus músicos que o ajudaram na escolha das canções que farão parte desse novo CD.
Para Tony, tudo é motivo pra comemorar: “Mandamos bem no palco e essa química também funcionou no estúdio, enriquecendo o trabalho musicalmente e fortalecendo o conceito que eu queria trazer para o disco”, disparou o líder da banda.
Ainda segundo ele, um artista que já tocou nas rádios de todo o Brasil com dezenas de hits e sucessos, retorna para o estúdio mais maduro e a fim de soar diferente, mantendo a base musical de um trabalho que se apresenta com muita personalidade.

 

Por: Daniela Basílio